A Apamagis sabe que além do trabalho de excelência que os magistrados executam, diariamente, nos fóruns e tribunais, dedicam-se também a produzir saberes jurídicos e em outras áreas do conhecimento. Para apoiar esses esforços, criamos esse espaço – uma janela para divulgação de obras jurídicas e literárias escritas ou que contem com a contribuição de nossos associados.

  • Covid 19 – O Mundo em Transformação

    Vários autores

    O Livro “Covid-19 – O Mundo em Transformação” tem coordenação do professor e jurista Marco Antonio Marques da Silva, desembargador aposentado do TJSP e diretor de Relações Institucionais da Apamagis.

    A publicação foi produzida pela editora Quartier Latin. Contato pelo Instagram https://www.instagram.com/editoraquartierlatin/.

     

  • Sociedade, Educação e Violência

    Vários autores

    A obra “Sociedade, Educação e Violência” foi coordenada pelo professor e jurista Marco Antonio Marques da Silva, desembargador aposentado do TJSP e diretor de Relações Institucionais da Apamagis.

    Na apresentação do livro, Marco Antonio Marques da Silva afirma que a intenção da obra é promover uma discussão a respeito do verdadeiro sentido da educação, assim como “formar e transformar o ser humano, dando-lhe melhores condições de vida”.

    A publicação é da editora Quartier Latin. O contato é pelo Instagram, no link https://www.instagram.com/editoraquartierlatin/.

     

  • A antropodiceia rousseauniana – Teologia – Política – Laicidade

    Jarbas Luiz dos Santos

    O magistrado Jarbas Luiz dos Santos lançou o livro “A antropodiceia rousseauniana – Teologia – Política – Laicidade”. A publicação lança luz sobre o pensamento revolucionário de Rousseau (1712/1778), compreendendo conceitos essenciais e sua trajetória, que não se limita ao campo da filosofia política.

    A publicação, da editora Dialética, analisa o pensamento do filósofo por meio de uma leitura abrangente de conceitos como a teodiceia (a existência do mal em face da existência de Deus) e antropodiceia (a justiça dos homens).

  • O assassinato do presidente

    Régis de Oliveira

    Régis de Oliveira, ex-presidente da Apamagis, lança, em 30/8, seu quinto romance. Intitulado “O assassinato do presidente”, o livro traz temas atuais e necessários, como tolerância política, educação, proteção ao meio-ambiente, porte de armas e sexualidade, entre outros.

    A obra conta com ambientação contemporânea e se inicia na Serra da Capivara, no Piauí. Perpassa pelo município de São Paulo e tem como pano de fundo também Brasília. Um frequentador de um clube de tiro se envolve em uma encruzilhada moral sobre assassinar o presidente da República e as consequências que esse ato traria.

    A trama também leva em consideração como seria a sucessão do cargo, com efervescência de ideias e discussões. Em meio a isso tudo, um grupo formado por amigos faz mobilização para alterar a realidade, enfrentando conjunturas políticas diversas.

    “Faço uma crítica social, política e estrutural sobre o que passamos na nossa sociedade atualmente”, afirmou o desembargador aposentado, que também já foi presidente da AMB (Associação dos Magistrados Brasileiros) e da FLAM (Federação Latino-Americana dos Magistrados).

    O livro conta como recursos de linguagem diálogos entre narrador, personagens e o autor. “É uma espécie de brincadeira linguística que eu faço, misturando o leitor para dentro dos debates”, frisou Régis de Oliveira.

    Outros temas abordados são a riqueza arqueológica e o descaso das instituições, como também os encantos do centro histórico e da noite paulistanos em oposição à miséria e à falta de perspectiva de muitos de seus moradores.

    “O assassinato do presidente”, produzido pela Editora Novo Século, já está disponível para pré-venda.

     

  • O Direito como Instrumento de Política Econômica – Remédios para Reduzir a Inadimplência

    Vários autores

    O livro “O Direito como Instrumento de Política Econômica – Remédios para Reduzir a Inadimplência” elenca propostas que podem ajudar o Judiciário, os bancos, os empresários e cidadãos no geral a diminuir a inadimplência, com ganhos para todos. A publicação combina visões que se complementam, envolvendo o setor da magistratura, a advocacia e a área bancária.

    O panorama recente é de uma hiperjudicialização das questões envolvendo inadimplência. Boa parte desse cenário é causada por disfunções no quadro institucional, que podem ser aprimoradas. A legislação precisa ser ajustada para proteger os bons credores e devedores, evitando que os maus abusem das lacunas nas regras.

    O livro é organizado pelo economista Roberto Luís Troster, pela juíza Carolina Nabarro Munhoz Rossi e pelo advogado Marcello Antônio Fiore. É produzido pelo CEDES (Centro de Estudos de Direito Econômico e Social). A entidade tem como objetivo buscar soluções às grandes questões jurídicas, econômicas e sociais que afetam a sociedade.

    Para adquirir o livro, entrar em contato com o CEDES pelo telefone (011) 2309-2279 ou e-mail cedes@cedes.org.br.