|, Importação, Notícias|Tudo sobre a Campanha Sinal Vermelho Contra a Violência Doméstica

Tudo sobre a Campanha Sinal Vermelho Contra a Violência Doméstica

2020-07-30T17:29:55-03:00 28 de julho de 2020|

Lançada no dia 10 de junho, a campanha Sinal Vermelho Contra a Violência Doméstica, de iniciativa da AMB (Associação dos Magistrados Brasileiros) em parceria com o CNJ (Conselho Nacional de Justiça), tem por objetivo oferecer às mulheres vítimas de violência doméstica um canal silencioso de denúncia: ao desenhar um X vermelho na mão e exibir o sinal ao farmacêutico ou ao atendente da farmácia, a polícia militar será acionada após discagem ao 190 e prestará o auxílio à vítima.

A ação conta com a participação de mais de 10 mil farmácias em todo o país e é uma resposta conjunta de membros do Judiciário ao aumento nos registros de violência em meio à pandemia. Uma das consequências do isolamento social foi expor mulheres e crianças a uma maior vulnerabilidade dentro do próprio lar.

Confira a seguir a mobilização de magistrados no Estado de São Paulo, a repercussão nacional, o passo a passo para adesão das farmácias à campanha e demais links úteis.

 

MOBILIZAÇÃO NO ESTADO DE SÃO PAULO

 

19/6 – Juíza Ruth Duarte Menegatti lança campanha Sinal Vermelho, de combate à violência doméstica, na região da Alta Paulista

A partir dos esforços da juíza Ruth Duarte Menegatti, titular na Comarca de Adamantina, a campanha Sinal Vermelho foi lançada nesta sexta-feira (19) em coletiva de imprensa que contou com importantes atores da região para o enfrentamento da violência doméstica, entre eles os juízes Luciana Amstalden Bertoncini, Carlos Gustavo Urquiza Scarazzato, o promotor de Justiça Marlon Robert de Sales (3ª Promotoria de Justiça de Adamantina), o capitão da Polícia Militar Eder Mazzini Bressan, e a delegada de Polícia da Delegacia de Defesa da Mulher Patrícia Tranche Vásquez.

 

19/6 – Juiz Marcos Augusto Barbosa dos Reis se engaja no combate à violência doméstica em Jacareí

O engajamento do juiz Marcos Augusto Barbosa dos Reis no combate à violência doméstica na região de Jacareí, por meio da campanha Sinal Vermelho, foi destaque na edição impressa do jornal local Semanário, desta sexta-feira (19).

19/6 – Magistrada de Adamantina promove campanha Sinal Vermelho na região

Engajada desde o início na campanha “Sinal Vermelho Contra a Violência Doméstica”, a juíza Ruth Duarte Menegatti, da 3ª Vara da Comarca de Adamantina, tem sido uma voz atuante na divulgação dessa ação, criada pelo CNJ (Conselho Nacional de Justiça) e pela AMB (Associação dos Magistrados Brasileiros) e que conta com o apoio da Apamagis. Em uma reportagem sobre o lançamento nacional na campanha, a rádio Life FM, de Adamantina, destacou que a magistrada foi a responsável por levar a ação ao município.

 

22/6 – Portal divulga lançamento da campanha Sinal Vermelho em Assis

O lançamento da campanha “Sinal Vermelho Contra a Violência Doméstica” pelas juízas Mônica Tucunduva e Marcela Paes, em Assis, foi assunto de reportagem publicada nesta segunda-feira (22) no portal de notícias Assis City. A campanha é uma realização da AMB (Associação dos Magistrados Brasileiros) e do CNJ (Conselho Nacional de Justiça).

 

28 /6 – Jornal de Marília destaca campanha ‘Sinal Vermelho’ na cidade

A campanha “Sinal Vermelho Contra a Violência Doméstica”, promovida pela AMB (Associação dos Magistrados Brasileiros) e CNJ (Conselho Nacional de Justiça) e apoiada pela Apamagis, foi tema de reportagem publicada neste domingo (28/6) no jornal “O Dia”, de Marília. Os textos trazem entrevistas com as juízas da Vara da Família e Sucessões da Comarca de Assis Mônica Tucunduva Spera Manfio e da 1ª Vara Cível da Comarca de Assis Marcela Papa Paes.

 

2/7 – Juíza Daniele Mendes lança campanha Sinal Vermelho na Câmara Municipal de Bauru

A juíza Daniele Mendes de Melo, coordenadora do Anexo de Violência do Fórum de Bauru, promoveu, no último dia 2/7 o lançamento da campanha “Sinal Vermelho Contra a Violência Doméstica” na cidade. O evento virtual foi realizado em parceria com a Câmara Municipal e contou com a participação de representantes do Legislativo municipal, do Conselho Regional de Farmácia, das Polícias Civil e Militar e do Conselho de Políticas para Mulheres.

 

7/7 – TV Viena, de Assis, entrevista magistradas sobre a campanha contra a violência doméstica

O programa “Justiça e Cidadania”, da TV Viena de Assis, recebeu em edição ao vivo as juízas Mônica Tucunduva, da Vara de Família e Sucessões e diretora do Fórum da Comarca de Assis, e Marcela Papa, da 1ª Vara Cível da cidade, para falar sobre violência doméstica em tempos de pandemia.

 

9/7 – TV Jovem Pan exibe em rede nacional entrevista sobre campanha Sinal Vermelho

A campanha Sinal Vermelho Contra a Violência Doméstica foi tema de reportagem da TV Jovem Pan Marília, levada ao ar em rede nacional no último dia 9/7. As juízas Mônica Tucunduva, da Vara da Família e Sucessões de Assis, e Marcela Papa, da 2ª Vara Cível da mesma comarca, explicaram como a ação pode ajudar vítimas em perigo.

13/7 – Farmácias de Osvaldo Cruz se engajam na campanha Sinal Vermelho

A campanha Sinal Vermelho Contra a Violência Doméstica, promovida pelo CNJ (Conselho Nacional de Justiça) e pela AMB (Associação dos Magistrados Brasileiros) e apoiada pela Apamagis, também chegou à cidade de Osvaldo Cruz, no Interior de São Paulo. A juíza da 3ª Vara da Comarca de Adamantina, Ruth Duarte Menegatti, falou à reportagem do Portal Metrópole de Notícias sobre essa ação. De acordo com a magistrada, o aumento de casos de violência contra a mulher durante a pandemia foi a razão da criação dessa campanha. A ideia é oferecer uma alternativa segura para essas mulheres, muitas delas confinadas com seus agressores e com poucas possibilidades de pedir socorro.

 

17/7 – Juízas Mônica Tucunduva e Marcela Papa incentivam engajamento de farmácias de Assis na campanha Sinal Vermelho

O trabalho de divulgação da campanha Sinal Vermelho Contra a Violência Doméstica que as magistradas Mônica Tucunduva e Marcela Papa vêm fazendo em Assis e região foi tema de uma reportagem publicada na revista “Estilo Livre”, da cidade. As juízas, que estão incentivando a adesão de farmácias, também falaram sobre o tema em uma entrevista em vídeo, disponível no Instagram @revistaestilolivre.

24/7 – Vanessa Mateus e Domitila Manssur enaltecem parceria com farmácias na campanha Sinal Vermelho Contra a Violência Doméstica

A presidente da Apamagis, Vanessa Mateus, e a juíza Maria Domitila Manssur, conselheira da Associação, diretora da AMB Mulheres e colaboradora da Comesp, foram as convidadas da live promovida pelo CRF (Conselho Regional de Farmácia do Estado de São Paulo), na sexta-feira (24/7), cujo objetivo foi a divulgação e o esclarecimento de dúvidas sobre a campanha Sinal Vermelho Contra a Violência Doméstica.

 

 

MOBILIZAÇÃO AMB

12/6 – SAIU NA MÍDIA: campanha Sinal Vermelho é destaque nacional

A campanha Sinal Vermelho contra a Violência Doméstica, lançada na última quarta-feira (10) pela AMB, em parceria com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), teve grande repercussão nos principais veículos de comunicação de todo o país.

 

13/6 – Governo Federal participa de campanha da AMB e do CNJ contra a violência doméstica

O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) é o mais novo parceiro da campanha Sinal vermelho contra a violência doméstica. Lançada pela AMB e pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), nessa quarta-feira (10), a iniciativa oferece uma forma simples, porém eficaz, de as vítimas romperem o silêncio. Basta mostrar um “X” vermelho marcado em uma das mãos ao funcionário de alguma farmácia com o cartaz da ação, que acionará a polícia para que as medidas necessárias ao atendimento da vítima pelo sistema de justiça sejam tomadas.

 

15/6 – SAIU NA GLOBO: Encontro com Fátima Bernardes destaca campanha Sinal Vermelho contra a violência doméstica

A campanha Sinal Vermelho contra a violência doméstica tem repercutido na imprensa. Nesta segunda-feira (15), o tema foi abordado no programa Encontro com Fátima Bernardes. A apresentadora explicou como funciona a iniciativa da AMB, em parceria com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que tem o objetivo de incentivar denúncias por meio de um símbolo: basta mostrar um “X” vermelho marcado em uma das mãos para o funcionário de alguma farmácia com o cartaz da ação, que acionará a polícia para que as medidas necessárias ao atendimento da vítima pelo sistema de justiça sejam tomadas.

 

17/6 – Sinal Vermelho contra a violência doméstica: “Queremos que essa campanha seja o passo inicial para um novo momento da educação feminina no nosso país”, destaca Renata Gil

Em live com o apresentador do programa Justiça & Cidadania, Celso Gomes, do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (TRT-14), a presidente da AMB, Renata Gil, explicou o funcionamento da campanha Sinal Vermelho contra a violência doméstica, idealizada pela entidade, em parceria com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ). “Queremos que essa campanha seja o passo inicial para um novo momento da educação feminina no nosso país, tanto por parte dos homens, mas também para as mulheres que vêm sofrendo caladas há muitos anos”, afirmou a magistrada.

 

SAIU NA GLOBO: campanha da AMB “Sinal Vermelho” é destaque no Bom Dia Brasil

Com um X vermelho em uma de suas mãos, o jornalista Rodrigo Bocardi, apresentador do Bom Dia Brasil (Rede Globo), chamou a atenção da audiência, nesta quarta-feira (17), para a importância da campanha Sinal Vermelho contra a Violência Doméstica.

 

18/6 – Saiu na mídia: campanha Sinal Vermelho permanece em destaque nacional

A campanha Sinal Vermelho contra a Violência Doméstica continua recebendo grande destaque na mídia nacional. Nesta quinta-feira (18), veículos como o jornal O Estado de S. Paulo, o portal G1 e o programa Bom Dia DF, da Rede Globo, repercutiram a iniciativa lançada no dia 10 de junho.

 

22/6 – Sinal Vermelho: site oferece contatos de órgãos de Justiça e farmácias para apoio às vítimas

A página virtual da campanha Sinal Vermelho contra a violência doméstica, idealizada pela AMB em parceria com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ganhou, nesta segunda-feira (22), as listas de telefones essenciais para o apoio ou denúncia a esse tipo de crime em todos os estados.

 

26/6 – SAIU NA MÍDIA: revista Claudia fala “Tudo sobre a campanha Sinal Vermelho”

A campanha Sinal Vermelho contra a violência doméstica ganhou lugar de destaque no site da revista Claudia. Em “Tudo sobre a campanha Sinal Vermelho”, os leitores podem conhecer melhor a iniciativa promovida pela AMB em parceria com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

 

“Vamos dar exemplo para o mundo inteiro de uma grande articulação para o combate à violência contra a mulher”, diz Renata Gil em live

Em live com a subsecretária estadual de Políticas para Mulheres do Rio de Janeiro, Camila Andef, realizada nesta sexta-feira (26), a presidente da AMB, Renata Gil, falou da campanha Sinal Vermelho contra violência doméstica, recém-lançada pela entidade em parceira com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ). “É uma responsabilidade de todos nós. Os números são alarmantes e estamos vivendo uma grande crise de violência contra a mulher, um fator mundial e não apenas brasileiro, com aumento de aproximadamente 50% dos casos. Precisamos enfrentar esses dados e modificar”, disse a magistrada.

 

2/7 – Campanha Sinal Vermelho recebe o apoio da bancada feminina na Câmara dos Deputados

Em evento virtual realizado na tarde desta quinta-feira (2), a bancada feminina da Câmara dos Deputados aderiu à campanha Sinal Vermelho contra violência doméstica. As 77 parlamentares do grupo e a Secretaria da Mulher da casa legislativa vão ajudar na divulgação da ação nos estados e fomentar a articulação com o poder público local.

 

3/7 – “Campanha vai fortalecer o sistema de combate à violência doméstica”, afirma Renata Gil

O principal legado da campanha Sinal Vermelho contra violência doméstica será o fortalecimento do sistema brasileiro de combate à violência contra a mulher, avaliou a presidente da AMB, Renata Gil, em live promovida nesta quinta-feira (2) pela coordenadoria do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) responsável pelo tema. “Vamos fazer com que a rede de proteção funcione efetivamente”, afirmou a magistrada.

 

AMB defende sanção do PL que torna essenciais os serviços de combate à violência doméstica

Preocupada com o sensível incremento da violência contra a mulher no período de pandemia, a AMB enviou ofício ao ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, pedindo a sanção do Projeto de Lei (PL) 1.291/2020. O texto aprovado pelo Congresso torna essenciais os serviços de enfrentamento à violência doméstica e familiar e outros tipos cometidas contra mulheres, crianças, adolescentes, idosas e pessoas com deficiência durante a emergência de saúde pública relativa à Covid-19.

 

6/7 – Sinal Vermelho contra violência doméstica: “Já foram postadas mais de 15 mil fotos e cinco milhões de pessoas alcançadas”, diz Renata Gil em live com Instituto Mary Kay

O responsável pelo Instituto Mary Kay, Eduardo Vilhena, foi o convidado da live desta segunda-feira (6), que abordou a campanha Sinal Vermelho contra violência doméstica, promovida pela AMB em parceria com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A empresa, que representa mais de quarto milhões de mulheres no mundo, é apoiadora da iniciativa.

 

7/7 – Campanha Sinal Vermelho contra violência doméstica tem ampla divulgação das associações de magistrados e TJs

As associações filiadas à AMB e os Tribunais de Justiça (TJs) estão atuando firmemente em seus estados na divulgação da campanha Sinal Vermelho contra violência doméstica. A repercussão tem sido feita por meio de matérias, entrevistas, lives e podcasts para fortalecer a iniciativa promovida pela AMB em parceria com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

 

8/7 – Após pedido da AMB, Governo Federal sanciona lei que assegura medidas contra a violência doméstica

O Governo Federal sancionou, nessa terça-feira (7), a.Lei 14.022/2020, que dispõe sobre medidas de enfrentamento à violência doméstica contra mulheres, crianças, adolescentes, pessoas idosas e pessoas com deficiência durante o estado de emergência decorrente do coronavírus. A aprovação ocorreu após pedido da AMB ao ministro-chefe da Casa Civil, Walter Souza Braga, para aprovação do então projeto de lei, em decorrência do aumento de casos durante a pandemia.

 

Campanha pauta reunião com órgãos de políticas públicas para as mulheres

A AMB e o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) realizaram uma reunião nesta quarta-feira (8) com juízas e gestoras de organismos governamentais de políticas para mulheres. A campanha Sinal Vermelho contra a violência doméstica pautou o encontro virtual. As participantes trocaram experiências de enfrentamento ao crime e tiraram dúvidas sobre a iniciativa.

 

9/7 – Em live, Renata Gil reforça importância da campanha Sinal Vermelho

A presidente da AMB, Renata Gil, reforçou a importância da campanha Sinal Vermelho contra a violência doméstica, nesta quarta-feira (8), em live realizada por Laura Carneiro, advogada e ex-deputada federal pelo Rio de Janeiro. A magistrada explicou que o enfrentamento permanente ao crime depende do envolvimento dos órgãos de Segurança Pública de todo o País, e que a campanha, de alcance nacional, busca também ajudar na articulação da rede de apoio às vítimas.

 

10/7 – Campanha Sinal Vermelho: Um mês de mobilização e engajamento da sociedade

Em um mês de atividade, a campanha Sinal Vermelho contra a violência doméstica mobilizou várias entidades, públicas e privadas, e a sociedade civil. Em todo o País, a ação já conta com a participação de mais de 10 mil farmácias.

 

13/7 – SAIU NA MÍDIA: Renata Gil fala sobre as mudanças provocadas pela pandemia e o feminicídio no O Globo

“Risco de Covid e feminicídio” foi o tema do artigo de autoria da presidente da AMB, Renata Gil, publicado no jornal O Globo nesta segunda-feira (13). A magistrada destaca que a pandemia provocou mudanças sociais e obrigou a população e os poderes públicos a estabelecerem prioridades. Segundo ela, o feminicídio, assassinato de mulheres cometidos em razão do gênero, cresceu 22,2% nos primeiros meses da pandemia, março e abril.

 

SAIU NA MÍDIA: Em entrevista ao programa História e Justiça, Renata Gil destaca projetos realizados durante a pandemia, como a campanha Sinal Vermelho

“Todas as questões relevantes da sociedade brasileira passaram pelo Poder Judiciário neste período de pandemia desde a não interrupção de energia elétrica para todas as pessoas, especialmente as mais carentes, até mesmo o funcionamento de empresas, destinação de verbas ao combate à Covid-19, reabertura de hospitais em falência, entre outras”, afirmou a presidente da AMB, Renata Gil, em entrevista ao programa História e Justiça, da TV Justiça, exibido nessa segunda-feira (13).

 

17/7 – Sinal Vermelho: AMB conclama polícias de MG a atuarem de forma integrada

O 2º Seminário Integrado de Prevenção à Violência Doméstica, realizado virtualmente nesta sexta-feira (17), pela Secretaria de Estado de Justiça e.Segurança Pública (Sejusp) e polícias militar e civil de. Minas Gerais, deu destaque à campanha Sinal Vermelho contra a violência doméstica como eixo de ação a ser adotado no enfrentamento a esse crime. A presidente da AMB, Renata Gil, estava presente e conclamou os órgãos envolvidos a atuarem em parceria com a Associação nessa iniciativa.

 

15/7 – “Não podemos ter vergonha de denunciar a violência contra as mulheres”, defende Luiza Brunet

“Não podemos ter vergonha de denunciar a violência contra as mulheres, o agressor é quem deve se envergonhar”, defendeu nessa quarta-feira (15) a empresária e atriz Luiza Brunet em live da campanha Sinal Vermelho.

 

20/7 – Brasil precisa de uma estratégia nacional de combate à violência doméstica, afirma Renata Gil em live

Por meio de ações coordenadas e a interação dos órgãos públicos, a criação de uma estratégia nacional de combate à violência doméstica poderá fortalecer o enfrentamento ao crime no Brasil, afirmou a presidente da AMB, Renata Gil, nesta segunda-feira (20), em live promovida pela juíza Maria Consentino, do 1º Juizado de Violência Doméstica contra a Mulher de Belo Horizonte (MG).

 

21/7 – “É uma coisa simples. Uma mão estendida que salva vidas”, diz senador sobre a campanha Sinal Vermelho

O senador Luiz do Carmo (MDB-GO), autor do Projeto de Lei (PL) 2.510/2020, foi o convidado desta terça-feira (21) para o bate-papo virtual com a presidente da AMB, Renata Gil, sobre a importância da luta contra a violência doméstica, especialmente a partir da campanha Sinal Vermelho. A ação nacional é promovida pela Associação em parceria com o CNJ.

 

22/7 – Assembleia Legislativa do Ceará reverbera a campanha Sinal Vermelho

Na tarde desta quarta-feira (22), a campanha Sinal Vermelho contra a violência doméstica foi debatida em audiência pública realizada pela Comissão de Direitos Humanos e Cidadania da Assembleia Legislativa do Ceará. A atividade foi solicitada pela deputada Augusta Brito (PCdoB), procuradora especial da mulher da casa.

 Sinal Vermelho: Renata Gil participa de live da OAB-Magé e Guapimirim

A presidente da AMB, Renata Gil, falou sobre a campanha Sinal Vermelho contra a violência doméstica, nesta quarta-feira (22), em live organizada pela 22ª subseção da Ordem dos Advogados do Rio de Janeiro (OAB/RJ), que abrange os municípios de Magé e Guapimirim.

 

23/7 – Debate multidisciplinar alerta para os efeitos da pandemia à violência doméstica

A violência contra a mulher e sua influência negativa em toda a família, especialmente no atual período de isolamento social, foram tema da live “Efeitos da pandemia na violência doméstica contra a mulher”, promovida pela Escola Nacional da Magistratura (ENM), da.AMB, nesta quinta-feira (23). O encontro virtual transmitido pelo.YouTube (/AMBMagistrados) contou com a presença da psicóloga de família e casais Sheila de Souza Araújo

24/7 – Prefeitura de Niterói é a primeira a aderir à campanha Sinal Vermelho. “Me senti na obrigação em começar pelo meu município”, afirma Renata Gil

O município de Niterói (RJ), que conta com mais de 500 mil habitantes, saiu na frente ao lançar a campanha Sinal Vermelho contra a violência doméstica, idealizada pela AMB e o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que busca incentivar denúncias. A iniciativa inédita da prefeitura local ocorreu nesta sexta-feira (24), no Solar do Jambeiro, com a presença da presidente da entidade, Renata Gil, e de autoridades locais.

Piauí é o primeiro estado do Nordeste a lançar a campanha Sinal Vermelho

Em evento que reuniu autoridades dos Três Poderes, o Piauí foi o primeiro estado do Nordeste a lançar, oficialmente, a campanha Sinal Vermelho contra a violência doméstica. A cerimônia virtual, realizada nesta sexta-feira (24) por iniciativa da deputada federal Rejane Dias (PT-PI), contou com a presença da presidente da.AMB, Renata Gil, e membros da diretoria da entidade, além do governador, do presidente do Tribunal de Justiça do.Estado do Piauí (TJPI) e de toda a bancada do.Piauí na Câmara dos Deputados.

Campanha Sinal Vermelho chega ao estado de Goiás

Em evento virtual realizado na tarde desta sexta-feira (24), a campanha Sinal Vermelho contra a violência doméstica foi lançada em Goiás. A ação chega ao estado em boa hora. Durante a pandemia da Covid-19, de acordo com dados oficiais, houve redução dos registros de ameaças e lesões corporais. De janeiro a maio deste ano, o número de feminicídios cresceu 27% na comparação com 2019.

 

Em conversa com digital influencer, Renata Gil avisa que campanha não tem data para terminar

campanha Sinal Vermelho contra a violência doméstica, iniciativa da AMB e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que busca incentivar denúncias, não tem data para terminar, avisou a presidente da entidade, Renata Gil, em transmissão ao vivo promovida nesta sexta-feira (24) pela empresária e digital influencer cearense Mileide Mihaile.

27/7 – Ao lançar Sinal Vermelho em Minas, Renata Gil diz que o objetivo é criar política pública nacional de proteção à mulher


A presidente da AMB, Renata Gil, lançou na manhã desta segunda-feira (27) a campanha Sinal Vermelho contra a violência doméstica em Minas Gerais. É o quinto estado a receber a campanha idealizada pela entidade e pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O evento também contou com a presença de diversas autoridades.

São Paulo, maior capital do Brasil, será parceira da campanha Sinal Vermelho

A Prefeitura de São Paulo deverá aderir à campanha Sinal Vermelho contra a violência doméstica, iniciativa da AMB e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que busca incentivar denúncias. Nesta segunda-feira (27), a presidente da entidade, Renata Gil, acertou detalhes da cooperação em reunião com a secretária municipal de Direitos Humanos e Cidadania, Ana Claudia Carletto. O anúncio oficial será feito em breve. Mais de 2,5 mil farmácias já são parceiras da ação na maior cidade do Brasil.

 

 Ao lançar Sinal Vermelho em Minas, Renata Gil diz que o objetivo é criar política pública nacional de proteção à mulher 

A presidente da AMB, Renata Gil, lançou na manhã desta segunda-feira (27) a campanha Sinal Vermelho contra a violência doméstica em Minas Gerais. É o quinto estado a receber a campanha idealizada pela entidade e pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O evento também contou com a presença de diversas autoridades.

28/7 – Pandemia “escancarou” subnotificação da violência doméstica, avalia secretária municipal de Campos (RJ)

“A campanha Sinal Vermelho contra a violência doméstica pode contar com o apoio da Prefeitura de Campos”, disse nesta terça-feira (28) Pryscila Marins, secretária municipal de Desenvolvimento Humano e Social do município fluminense, em live com a diretora da AMB Mulheres, Domitila Manssur.

 

29/7 – “É fundamental o papel da Polícia Civil na campanha Sinal Vermelho, porque é lá que as mulheres buscam ajuda”, avalia ministro Rogério Schietti

A Polícia Civil do Rio de Janeiro fez uma live no início da noite desta terça-feira (28) em apoio a campanha Sinal Vermelho contra a violência doméstica. O evento contou com a presença da idealizadora do projeto e presidente da AMB, Renata Gil, do ministro Rogério Schietti, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), e de delegados da polícia.

 

LINKS ÚTEIS

Passo a passo para farmácias aderirem à campanha contra violência doméstica

As farmácias interessadas em participar da campanha Sinal Vermelho contra a violência doméstica, lançada pela AMB e pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), devem assinar digitalmente o termo de adesão da campanha. Em seguida, basta enviar o documento em formato de foto para o e-mail sinalvermelho@amb.com.br ou mensagem para o número (61) 98165-4974.

Termo de adesão à campanha para farmácias

Confira aqui a lista de farmácias parceiras

Cartilha para as farmácias 

Cartilha para as mulheres vítimas de violência doméstica

Acesse aqui o hotsite da campanha 

 

 

E-mail: sinalvermelho@amb.com.br

Release de imprensa

Lei 14.022/2020 (intensifica o combate à violência doméstica durante pandemia)