|, Importação|O cidadão, o trânsito e a educação

O cidadão, o trânsito e a educação

2018-11-12T11:49:09-02:00 10 de novembro de 2018|

Jayme Walmer de Freitas

Juiz de Direto do Tribunal der Justiça do Estado de São Paulo

Este artigo visa oferecer aos cidadãos brasileiros, especialmente aos condutores de veículos automotores, ferramentas educativas contra maus motoristas, a fim de elevar o Brasil a uma categoria de poucas mortes no trânsito. Nas infrações mais rotineiras, uso de celular e embriaguez ao volante, valendo-se do seu aparelho celular, o cidadão fotografa o agente e a placa de seu veículo e envia para os órgãos fiscalizadores, via WhatsApp ou aplicativo. A despeito de não se mostrar viável, na hipótese, sancionar o infrator, a placa do veículo constará de registros das autoridades, permitindo abordagens futuras. Se diante de crimes de trânsito com vítimas derivados de excesso de velocidade, embriaguez ao volante, acionar uma das polícias, civil, militar ou municipal será o caminho. Em suma, vamos nos educar e fiscalizar o mau motorista, de modo que não repetirá comportamentos criminosos.

Clique aqui e veja a íntegra do artigo.