|, Importação, Notícias|Magistradas de Assis promovem curso de prevenção à depressão e ao suicídio

Magistradas de Assis promovem curso de prevenção à depressão e ao suicídio

2020-09-03T17:29:38-03:00 2 de setembro de 2020|

Engajadas na campanha Setembro Amarelo de prevenção ao suicídio, Marcela Papa, juíza da Vara Cível de Assis, e Mônica Tucunduva, juíza da Vara de Família e Sucessões e diretora do Fórum da mesma Comarca, vão promover o curso online e gratuito “Você É Insubstituível”. Serão quatro aulas, ministradas por meio da plataforma Zoom e com inscrições na página criada por elas, o @mm.justiça, no Instagram, nos dias 8, 15, 22 e 29/9, das 19h às 20h30.

A novidade foi anunciada nesta terça-feira (1º/9), no programa das magistradas na Rádio Cultura AM de Assis e transmitida no Instagram @mm.justiça. As inscrições já podem ser feitas por meio do link da bio da página delas ou clicando aqui.

Embora o @mm.justiça seja voltado ao esclarecimento de temas relacionados ao Direito e à cidadania, a juíza Marcela Papa explica, na live, que o curso faz um link entre questões que envolvem o Judiciário e, ao mesmo tempo, a saúde mental e emocional. Para os magistrados de todas as áreas, há a sobrecarga emocional em lidar com tantos problemas. Para os jurisdicionados, a ansiedade em relação ao que vai acontecer, seja em um processo ou em uma mediação.

As magistradas Marcela Papa (acima) e Mônica Tucunduva em live no Instagram

Esse seria, na verdade, um olhar, mas não apenas o único, a ser abordado nos quatro módulos do curso. Marcela Papa ressalta que a depressão tem sido apresentada como o “mal do século”. “Muitas vezes é difícil lidar com a própria dinâmica da vida, com seus altos e baixos”, diz a magistrada. O isolamento e o distanciamento social também são apontados como possíveis agravantes da angústia das pessoas em tempos de pandemia. Por isso, o tema será abordado de forma multidisciplinar. Segundo Mônica Tucunduva, quatro multiplicadores da Gestão da Emoção, criada pelo psiquiatra, professor e escritor Augusto Cury, vão capitanear os encontros virtuais.

“Temos a Nayara Helena, psicóloga formada pelo Instituto Augusto Cury e embaixadora geral do programa; a Bianca Rosenthal, advogada, escritora e poetisa, com uma história maravilhosa e que contará suas experiências em relação à gestão da emoção; e Carlos José Limongi Sterse, juiz de Goiás, que desenvolve um trabalho maravilhoso na área de Infância e Juventude”, explica Mônica Tucunduva, uma das multiplicadoras da Gestão da Emoção e participantes do curso. O próprio Augusto Cury terá um vídeo seu exibido. A cada módulo haverá uma introdução, vídeos e orientação para exercícios práticos.

Segundo as magistradas, a proposta do curso não é substituir qualquer tratamento de saúde mental ou psicoterapia, mas oferecer ferramentas para que as pessoas consigam administrar seus problemas, evitando alimentar a ansiedade, a tristeza, a angústia e a depressão. “É um curso de prevenção”, disse Mônica Tucunduva. Inclusive ao suicídio.

Como afirmaram as magistradas, as ferramentas sobre as quais vão falar podem ser úteis tanto para quem hoje sente algum desconforto emocional quanto para as pessoas dispostas a ajudar outras que estejam passando por situações difíceis.

A campanha Setembro Amarelo foi criada em 2014 pela ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria) em parceria com o CFM (Conselho Federal de Medicina). No Brasil, cerca de 12 mil suicídios são registrados anualmente, e mais de um milhão no mundo, atingindo sobretudo os mais jovens.

Clique aqui para assistir à live de Marcela Papa e Mônica Tucunduva.