Autor da monumental “A Comédia Humana” obra que reúne 89 textos, entre romances, novelas e histórias curtas, Honoré de Balzac (1799-1850) soube como ninguém retratar a sociedade francesa do século 19 e seus costumes.
Um olhar sobre essa França, tendo como personagem central um homem dado como morto na guerra, é apresentado em “O Coronel Chabert”. A obra integra “A Comédia Humana” e será tema do próximo Clube de Leitura da Apamagis, no dia 3/11 (quarta-feira, após o feriado), às 19h.

O encontro terá como convidada a escritora Vivian Schlesinger. A mediação será da magistrada Danielle Martins Cardoso. O evento é online, gratuito, e os associados da Apamagis podem fazer a inscrição pelo e-mail clubedeleitura@apamagis.com.br, enviando nome completo e número do celular.

Em “O Coronel Chabert”, o protagonista é um oficial do exército francês casado com Rose Chapotel, dado como morto em uma batalha em Eylau, em 1807. Chabert então vai para Paris, disposto a retomar sua vida de antes. No entanto, a essa altura Rose Chapotel, herdeira de seus bens, já está casada com um aristocrata com quem tem dois filhos.

Não foi só a vida de Rose Chapotel que mudou. A antiga casa onde o Coronel Chabert e a mulher moravam foi demolida e até a rua em que residiam ganhou outro nome. O momento político é outro. Em Eylau, o exército de Napoleão não derrotou os russos, que bateram em retirada, e ainda teve milhares de baixas nas tropas. Chabert teve perdas. Rose Chapotel, por outro lado, passou a se valer dos benefícios da aristocracia, tão favorecida por Napoleão em seu império.

Próximos encontros
O próximo encontro do Clube de Leitura da Apamagis será sobre o livro “Antígona”, de Sófocles, no dia 7/12, às 19h. Será feita uma pausa em  janeiro, e as atividades serão retomadas em fevereiro, com o encontro do dia 1º/2/2022 (terça-feira), às 19h. A obra escolhida é “Dom Quixote”, de Miguel de Cervantes.